É UM IMENSO PRAZER COMPARTILHAR IDEIAS, PENSAMENTOS E CONHECIMENTO COM VOCÊ.

Tradutor

Translate

Mostrando postagens com marcador intervenções. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador intervenções. Mostrar todas as postagens

sábado, 8 de junho de 2013

Atividades para Dificuldade de Leitura e Escrita - Psicopedagogia

Fiz uma coleção de atividades para serem usadas como intervenções nas dificuldades de aprendizagem, especialmente nas dificuldades de leitura e escrita.


EXERCÍCIOS PSICOPEDAGÓGICOS PARA TRABALHAR DIFICULDADE DE ESCRITA 
FONTE: Adaptação das idéias do curso da profa. Vera Bossa

EXERCÍCIO 1: 
Objetivos · Atenção · Leitura · Fluência · Escrita 
Material · Gravador · Fichas contendo:

  •  Termos de ligação (com, as, uma...)
  •  envelope 1 - palavras (martelo, boneca,...)
  • envelope 2 - expressões (casa bonita, sapato alto, ..) 
  • envelope 3 - frases (estou muito cansada, quero jogar video-game,. .) 
  • envelope 4 - palavras semelhantes (atentado - atestado, grama-drama,..) 
  • envelope 5 - palavras sem sentido (pipocança, tombeira,...) de acordo com as necessidades e dificuldades da criança. 
  • envelope 6 - palavras com dificuldades ortográficas, coletadas nas atividades da criança. 
  • envelope 7 - textos simples, contendo uma pequena expressão em cada ficha (ex.: o leão e o tigre brigaram com o jacaré e o jabuti.) 
  • envelope 8 A quantidade de palavras em cada envelope é da escolha do terapeuta. 
Procedimentos · Explicar à criança que o terapeuta irá gravar o que ela ler. Pede para ela ler o que está escrito nas fichas, conforme o terapeuta as for mostrando. Mostrar as fichas, uma a uma. Não corrigir, caso haja erro na leitura. Se a criança disser "não sei" passar a ficha para o final, reapresentando-a. Finda a leitura das fichas, desligar o gravador. Espalhar as fichas lidas sobre a mesa e explicar à criança que será ligado a gravação da sua leitura e ela deverá achar a ficha correspondente à palavra ouvida. Espalhar as fichas lidas sobre a mesa e explicar à criança que ela mesma deverá operar o gravador e localizar a ficha correspondente a palavra ouvida. 0 terapeuta maneja o gravador e a criança escreve a palavra escutada. Quando a criança já estiver mais segura, o terapeuta passa o gravador para que a própria criança controle conforme sua necessidade para escrita. Efetuar os mesmos procedimentos com cada envelope, só passando para o seguinte quando sentir segurança da criança na leitura naquela etapa.


EXERCÍCIO 2: 
ADRIANA CRISTINE LUCCHIN Website: www.adrianalucchin.com.br - E-mail: alucchin@gmail.com
Objetivos · Treino ocular · Pausas · Fluência · Leitura/escrita 
Material · Gravador · Folhas com palavras, contendo em cima de cada uma um asterisco (*cobra); pequenos textos conforme interesse e capacidade da criança, contendo em cima de algumas das palavras um asterisco; textos conforme o interesse e idade da criança. (sem asterisco).
Procedimentos · Solicitar à criança que conte os asteriscos da folha (direção ocular utilizada na leitura). Em seguida solicitar que leia as palavras e simultaneamente o psicopedagogo grava-as. Depois de executar a etapa com a folha de palavras, passar para a folha com texto utilizando-se do mesmo procedimento. Utilizar a leitura de um texto simples sem asteriscos. Poderá com este material utilizar-se da cópia diretamente da folha, como reforço da escrita e da gravação como ditado.


EXERCÍCIO 3: 
OBSTÁCULOS NA LEITURA 
Objetivos · Treino da leitura com direções disregradas · Fluência e segurança.
Material · Texto previamente preparado, escrito em forma de desenhos. Procedimento · Apresentar à criança o texto, solicitando que ela o leia iniciando na seta e prosseguindo conforme a direção do desenho.


EXERCÍCIO 4:
ABSURDOS 
Objetivos · Leitura · Raciocínio lógico · Organização do pensamento · Clareza na verbalização
Material · Pequenos texto, contendo uma idéia absurda. Por exemplo: "Eu dei um litro de água bem quente para a minha galinha beber. E sabe o que aconteceu? Agora ela só bota ovos cozidos" 
Procedimento · Pode-se solicitar a escrita da opinião da criança


EXERCÍCIO 5: 
LOTO LEITURA 
Objetivos · Leitura · Organização do pensamento · Organização espacial · Seqüência lógica · Atenção Material · Uma pequena história escrita em uma folha; transcrita com seqüência em cartelas (4 ou mais se necessário), tracejadas como as cartelas do jogo LOTO. · Cópia da história no tamanho das cartelas, só que cortadas em fichas ficando assim um pedaço de frase em cada ficha. · Um pacote plástico, opaco. · Esse material poderá ser confeccionado junto com a criança e a história poderá ser de um livrinho ou feita com a criança, em outra estratégia executada anteriormente. 
Procedimentos · Apresentar a história na folha para a criança ler, antes de iniciar o jogo. Em seguida o terapeuta e a criança dividem as cartelas contendo a história sendo a mesma quantidade para cada jogador. Inicia-se o jogo, um jogador sorteia uma ficha a lê e tenta achar a cartela correspondente. Se for da sua, coloca sobre o escrito da cartela e continua sorteando, senão entrega a ficha para o outro jogador junto com o pacote. Assim prossegue o jogo. Quem completar suas cartelas primeiro, ganha o jogo. No final junta-se as cartelas em seqüência, para que a história fique inteira, e a criança proceda a uma segunda leitura da história.


EXERCÍCIO 6: 
ME ENCONTRE 
Objetivos · Tempo · Atenção · Leitura em flash Material · Ampulheta (relógio de areia) · Revistas Procedimento · Solicitar á criança que localize em determinado texto de uma revista uma certa com expressão ou quantas vezes aparece determinada palavra. Marcar o tempo usando a ampulheta. O tempo da atividade poderá ser determinado anteriormente ou não. Variação Solicitar a criança que localize em um texto elaborado anteriormente as palavras parecidas (geleira/geladeira) que podem ir aumentando de complexidade. 


EXERCICIO 7: 
ESCRITA NAS COSTAS 
Objetivos · Revisualização · Imagem mental
Procedimentos · Traçar letras ou palavras nas costas da criança, utilizando o dedo, para que ela adivinhe a letra ou palavra traçada. Pode-se pedir para que a criança escreva a palavra em seguida. 

Material · Pipoca, bala, amendoim, brigadeiro ou... 
Procedimentos · Formar palavras com as guloseimas e depois comê-Ias, pode-se pedir à criança que coma a primeira sílaba da palavra formada, ou todos os p, ou a última sílaba da palavra, ... 



EXERCÍCIO 8: 
SEMELHANÇAS
Objetivos · Percepção · Vocabulário · Classificação · Organização · Imagem mental · Escrita · Representação gráfica 
Material · Saco plástico ou de pano com varias bugigangas (brinquedos pequenos que representem objetos, bonecos, material escolar, bijuteria,...) · Pode ser utilizado como alternativa, fotos de objetos. · Folha de papel, lápis e borracha.
Procedimentos · Apresentar todos os objetos e solicitar à criança que as nomeie, auxiliando-a  quando necessário. Em seguida, solicitar que a criança separe os objetos em grupos pelo som que começam, ou cujo nome rimem, ou pelo número de sílabas, final, início, ... Após a separação, pode-se solicitar à criança que escreva o nome daquele grupo e dos elementos que o compõe. Junto com ela fazer os comentários e correções devidas. 


EXERCÍCIO 9:
LENTE DE AUMENTO 
Objetivos · Percepção · Atenção · Leitura Material · Lente de aumento, · 
Material escrito pela criança, · Material de leitura impresso (texto).
Procedimentos · Colocar a lente de aumento junto ao material escrito pela criança ou junto ao material de leitura para que a criança observe o contorno das letras e suas diferenças, perceba as letras que escrita ou na leitura e sua caligrafia. Colocar a lente de aumento junto ao texto a ser lido, para provocar uma leitura mais lenta. 


EXERCICIO 10: 
PULOS INTELIGENTES 
Objetivo · Trabalhar os processos de análise e síntese visual e\ou auditiva · }
Escrita 
Material · Letras do alfabeto em tamanho grande, soltas e espalhadas pelo chão. · Bambolê · Procedimentos · O terapeuta dirá uma palavra e a criança deverá formá-la pulando de uma letra a outra, conforme a seqüência para escrita. Em seguida a criança poderá formar uma palavra, através de seus pulos junto às letras que estão no chão, para que o terapeuta as descubra. Depois dos pulos as palavras podem ser escritas em um papel ou quadro de giz. 
  • Variação 1: · Letras penduradas. Em vez de deixar as letras no chão, podem ser penduradas à parede para que a criança forme as palavras jogando uma bola nas letras para formar a palavra.
  • Variação 2: sugestão: Profa Gisele Brandelero (PR/PR). Música Fábio Júnior (Gira o mundo) Distribui folhas com a letra da música. (Palavras fortes que dão o ritmo da música, por ex. mundo e pisa naquelas palavras distribuída no chão aleatoriamente) enquanto toca a música “Quando gira o mundo”, e cada vez mais fundo nessa estrada.. Uma estrela solta. As palavras grifadas são as distribuídas no chão para serem buscadas no momento certo da música. 


EXERCÍCIO 11:
"Perguntas e Respostas" · 
Objetivo: Estimulando a criança a ler...
Processo: 
                Todos os participantes estão sentados em forma circular. 
                O animador entrega para cada participante um bilhete com uma das respostas da relação que segue abaixo ou respostas semelhantes.
                Todos de posse com alguma das respostas, o animador formulará, um a um dos participantes, uma das perguntas, conforme a lista abaixo, ou semelhante.
                A graça consiste em que entre as perguntas e as respostas, nem sempre há um relacionamento lógico. 
               Utilizar da “criatividade” e alterar as perguntas e respostas.  Listas de perguntas/ Lista de respostas 
               1. Você é feliz? 1. Na escuridão 
               2. Você já fugiu de vaca? 2. No galinheiro 
               3. De quem você tem mais medo? 3. No carro 
               4. Você tem namorado? ' 4. Na igreja 
               5. Você tem amigos? 5. Na escola
               6. Você se sente amada(o)? 6. À noite 
               7. Você tem filhos? 7. Às vezes 
               8. Você chora? 8. Durante a semana 
               9. Você é chato em relação com os outros? 9. No final de semana 
              10. Você é pobre? 10. Na casa do meu amigo 
              11. Você é rico? 11. Nem sempre 
              12. Você estuda? 12. Gostaria muito 
              13. Onde você dorme? 13. Se estiver disposto 
              14. Você está com fome? 14. No quintal 
              15. Você ronca? 15. Depende do estado de espírito 
              16. Você faz cara feia? 16. Com entusiasmo. 
              17. Você xinga? 17. Conforme a pessoa 
              18. Onde você canta? 18. Debaixo da cama 
              19. Onde você brinca? 19. No paiol. 
              20. Você gosta de carnaval? 20. Depende do lugar


EXERCÍCIO 12: 
MÚSICA CONFUSA ·
Objetivos: Leitura · Seqüência lógica · Atenção 
Material: aparelho de som (cd) DVD Letra da música impressa Texto da música recortado 
Procedimentos: DVD com músicas selecionadas de acordo com a idade e preferência da criança, a letra das músicas em texto e outro texto da música recortado. Colocar uma das músicas selecionadas para a criança ouvir, entregando-lhe a letra para que ela possa acompanhar com a leitura. Entregar em seguida a mesma letra - só que em pedaços - para que a criança coloque em ordem. Ela poderá montar a música ouvindo a música de fundo para ajudá-la na organização. 


EXERCÍCIO 13: 
INTERPRETAÇÃO NA ÁREA DA MATEMÁTICA 
FONTE: Profa Cleonice Fernades 
Material : GRÁFICOS DE MATEMÁTICA 
Procedimentos:
          1) Olhe o Gráfico e complete a tabela. 9 8 7 6 5 4 3 2 1 0 Gato Rato Por Co Cão Joaninha Animal Quantidade Gato Rato Porco Cão Joaninha · 
           Responda: a) Quantas são as joaninhas? De que cor é a barra que mostra quantas elas são?.............................................................................
                            b) Há mais porcos ou joaninhas?......................................................... 
                            c) Há menos gatos ou ratos?................................................................ 
                            d) De que cor é a barra que mostra o maior número de animais? Quantos animais ele mostra? .......................................................... 
                            e) De que cor é a barra que mostra o menor número de animais?........................................................................................... 
           2) Olhe a idade de cada criança. André, Ricardo, Lu, Guilherme e Mariana: 7 anos 9 anos 3 anos 8 anos 3 anos ·
            Responda: - Quem é o mais velho?......................................................................
                             - Quantos anos Ricardo tem a mais que André:................................. 
                             - Quantas crianças que têm a mesma idade?...................................... 
                             - Quantos anos a Mariana tem a menos que Guilherme?..................
           3) Para ganhar um prêmio, um jogador deve fazer 15 pontos ou mais, em duas rodadas. 
               Veja a tabela e responda quais das crianças ganharam prêmio. 
                         Participantes       1ª Vez              2ª Vez
                         Fernanda                7                     8 
                         Maurício                 8                    9 
                         Cristina                   6                    7 
                         Pedro                     5                    9 
            PROBLEMAS 
                  1. Rafael tinha uma porção de bolas de gude. Perdeu algumas em um jogo. Quanto ele tem agora ? ( ) mais do que antes. ( ) menos do que antes. 
                  2. Jane coleciona selos. Já tinha alguns e ganhou mais de sua mãe. Ela tem: ( ) mais do que antes. ( ) menos do que antes. ( ) a mesma quantidade. 
                  3. Paulo comprou alguns lápis. Distribuiu igualmente entre ele e seus irmãos. Quantos lápis cada um ganhou? ( ) mais do que o total que Paulo comprou. ( ) menos do que o total que Paulo comprou.
                  4. Uma caixa de morango custa um tanto de dinheiro. Se eu comprar algumas caixas vou pagar: ( ) mais do que em uma caixa. ( ) menos do que em uma caixa. ( ) a mesma quantidade. 
                  5. Sérgio comprou algumas bolas. Depois mais algumas. Quantas bolas tinha antes? ( ) mais do que agora. ( ) menos do que agora. 
                  6. Vera comprou alguns morangos e Lúcia algumas laranjas. Quantas frutas as duas compram juntas? ( ) mais do que Vera. ( ) menos do que Vera. ( ) a mesma quantidade do que Vera. 
                  7. Em um galinheiro estavam alguns galos. Titia tirou alguns. Antes estavam: ( ) mais do que agora. ( ) menos do que agora. ( ) o mesmo tanto. 
                  8. Mamãe repartiu igualmente umas flores em alguns vasos. Em cada vaso ela colocou: ( ) menos flores do que o total. ( ) mais flores do que o total.
                  9. Vera comprou bombons e dividiu em dois pacotes iguais. Ela colocou em cada pacote: ( ) menos bombons do que o total. ( ) mais bombons do que o total. 
                 10. Paulinho lê algumas páginas de um livro por dia. Em uma semana lê: ( ) menos do que num dia. ( ) mais do que num dia. 
                 11. Alguns garotos estavam brincando. Chegaram algumas garotas para brincar também. Há mais garotas ou crianças brincando? Há mais crianças ou garotos? Agora há ( ) mais ou ( ) menos crianças do que antes? Antes havia ( ) mais ou ( ) menos meninas do que agora? Agora há ( ) mais, ( ) menos ou ( ) o mesmo tanto de meninos do que antes? 
                12. José tinha um tanto de bolinhas de gude. Perdeu ¼ delas no jogo. a) Quantas bolinhas
perdeu? ( ) mais do que o total. ( ) menos do que o total. b) Quantas bolinhas ainda tem ? ( ) mais do
que o total. ( ) menos do que o total ( ) o mesmo tanto.



Percepção Tátil
Qual é o peso?
Objetivo: 

  • estimular a percepção tátil, a discriminação de peso e a sensibilidade do tato.
Descrição:
Usar 10 potinhos de filme fotográfico ou qualquer outro potinho com tampa, de tamanhos iguais, ou caixa de fósforo, preenchidos aos pares com cinco materiais diferentes: algodão, pilhas, clipes, feijão e açúcar. No verso de cada par de potinhos, colocar um pequeno círculo colorido para que a criança possa, após a comparação dos pesos, virar as caixinhas para conferir se os pares estão corretos.

Desenvolvimento:
  • Misturar os potinhos e pedir que as crianças avaliem e formem os pares que tem o mesmo peso.
  • Conferir depois, verificando se a cor do círculo do fundo do potinho ou caixinha é igual.
  • Dividir a classe em dois grupos; uma criança de um grupo cita o nome de um objeto ou animal e as crinças do outro grupo deverão dizer o nome de um animal ou objeto mais leve do que ele ou outro mais pesado.
------------------------------------------------------

Percepção Olfativa
Cheira-Cheira

Objetivo: estimular a sensibilidade para odores e reconhecimento olfativo.

Descrição:
Preencher 10 potinhos de Yakult, aos pares, com cinco materiais de odores diferentes: café, cravo, algodão com perfume, canela, sabão em pó. Após serem preenchidos, os potinhos são cobertos com tecido de textura fina, presos com barbante ou elástico.

Desenvolvimento:
  • Com os olhos vendados e sem mexer nos conteúdos dos potinhos, formar pares selecionando os potinhos somente pelo olfato.

sábado, 1 de junho de 2013

Distúrbios de Aprendizagem - Dicas e Sugestões

ESTRATÉGIAS GERAIS PARA CRIANÇAS COM DISLEXIA NA ESCOLA:
dar mais tempo para o aluno nas atividades que envolvem leitura;

aumentar o espaço entre as letras e destacar as partes mais importantes (atenção visual);

possibilitar leitura em voz alta dos textos e enunciados quando necessário;
 
 esclarecer as dúvidas sobre textos/enunciados (antes de presumir falhas de conteúdo);
 
 erros ortográficos atípicos fazem parte do quadro e não devem ser descontados;
 usar recursos visuais para apresentar ou resumir os conteúdos (desenhos, figuras ou esquemas);
 permitir que o aluno responda oralmente ou através de recursos visuais;
→ atividades alternativas de aprendizado (museus, exposições, filmes, etc.);
→ permitir a gravação das aulas e/ou indicação material audiovisual sobre o conteúdo*

----------------------------------------------------

HABILIDADES IMPORTANTES PARA A LEITURA

→ Consciência fonológica: capacidade de perceber e manipular sons da fala
- reconhecer os sons das palavras (usar palmas);
- fazer rimas, acrescentar e retirar partes das palavras, formando outras.

→ Nomeação de letras e associação letra-som
- usar jogos ou músicas para facilitar a memorização;

- usar letra bastão, evitando informações conflitantes antes da consolidação desta fase (letra cursiva);

- evitar exposição a uma segunda língua quando houver dificuldade.

→Decodificação fluente (conversão letra-som)
- começar com palavras simples e regulares;

- aumentar progressivamente a complexidade (palavras maiores, irregulares, frases curtas, etc.)

→ Domínio da língua (aspectos estruturais e semânticos) e narrativa oral

- vocabulário (sentido literal e figurado); palavras derivadas;

- estrutura frasal e relação entre as frases;

- pistas do contexto e inferências;

- ideia central (personagens e fatos principais);

- sequência temporal e os termos indicativos;

- informações implícitas (o que o personagem pensou ou sentiu; o que poderia ser diferente).


------------------------------------------------------
LOCAIS PÚBLICOS PARA AVALIAÇÃO DO TDAH

PROGRAMA DE DIAGNÓSTICO E INTERVENÇÕES PRECOCES

(Exclusivo para menores de 06 anos)
Serviço de Psiquiatria da Infância e AdolescênciaInstituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 785 - Ambulatório - Térreo - Ala Sul
Cerqueira César - SP
CEP: 05403-010
Agendamento de consultas / informações: (11) 2661-6440
Coordenador: Prof. Guilherme Polanczik 
• PRODATH - Projeto de Déficit de Atenção e Hiperatividade (adultos)
Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP
Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 785 - ambulatório térreo - HC - USP
Cerqueira César - SP
CEP: 05403-010
MARCAÇÃO DE CONSULTAS – (Só para Projetos de Pesquisa e que o interessado tenha disponibilidade de tempo para participar do  mesmo)
INFORMAÇÕES:  às 4ªs feiras das 8:30h até 12h - telefone (11) 3069-6971
Coordenador: Dr. Mário Louzã Neto

• ADHDA - Ambulatório para Distúrbios Hiperativos e Déficit de Atenção (crianças e adolescentes)

Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência - HC - USP
Av. Dr. Ovídio Pires de Campo, s/n - CEP 05403-010
Telefone : (11) 3069-6509 ou 3069-6508
Coordenador: Dr. Ênio Roberto de Andrade
• Ambulatório de TDAH em São Paulo, SPUnidade de Psiquiatria da Infância e Adolescência (UPIA)
Universidade Federal de São Paulo (EPM/UNIFESP)
R. Borges Lagoa, 570 
Vila Clementino
Atendimento gratuito

Atende crianças e adolescentes 
Os interessados podem dirigir-se ao Departamento de Psiquiatria de segunda a sexta, das 8 as 12 e das 14 as 17 horas para entregar encaminhamento e fornecer dados para a triagem.
Coordenadora: Prof. Dra. Maria Conceição do Rosário 

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Silvana Lima Psicopedagoga Clínica e Institucional: A Deficiência Visual na Escola: Estratégias e recursos da aula

Silvana Lima Psicopedagoga Clínica e Institucional: A Deficiência Visual na Escola: Estratégias e recursos da aula

terça-feira, 9 de abril de 2013

Dificuldades e Interferências







Dificuldades dos Alunos
Interferências
1
não reconhece as letras

  • Bingo;
  • apresentar cada letra do alfabeto com músicas;
  • recortar palavras (iniciadas pela letra..., terminadas com a letra...).
2
não consegue formar palavras

  • desfazer uma palavra recortando suas letras, embaralhando e montando novamente;
  • recortar letras e formar palavras;
  • formar palavras com o alfabeto móvel;
  • Bingo;
  • Forca;
  • competição em grupos, por exemplo, formar a maior lista de frutas, carros, animais, etc.;
  • formar o maior número de palavras usando somente as letras de uma palavra escolhida. Ex.: melancia - mel, laca, Ana, anel, canela, mela, lance, além, ela.
  • analisar rótulos e identificar o nome do produto, não a marca. Encaixar os nomes numa sequência vertical alfabética ou num acróstico. Expor na classe.
  • Dominó com figuras e palavras;
  • Dominó com palavras em letra bastão de um lado e letra cursiva do outro;
  • o que tem lá... na cozinha, no quarto, na sala, no quintal. Cada grupo escreve no seu quadro e depois compara com os outros grupos;
  • Colcha de Retalhos - uma surpresa, um dia feliz, um dia triste, uma estrepolia (uma arte), músicas que mais gosta, um passeio inesquecível, um susto, um tombo...;
  • completar as palavras que estão faltando letras;
  • cruzadinhas;
  • cartazes de refêrencias.
3
não consegue formar frases

  • recortar as palavras de um texto, uma a uma, embaralhar e montar novamente;
  • mandar pequenos bilhetes;
4
não tem segmentação frasal

  • dar um texto todo emendado e pedir que o aluno o separe em palavras (ASABELHINHASPRODUZEMDELICIOSOMEL)
  • ler um texto batendo palmas entre cada palavra, ou dizendo espaço entre as palavras. Ex.: As (espaço)abelhinhas(espaço)...
5
lê, mas não escreve

  • copiar textos interessantes;
  • Stop;
  • mandar bilhetinhos;
  • Hora de Tudo Escrito (os alunos só podem se comunicar por escrito com a professora e com os colegas, senão pagarão um castigo ou multa. Os que conseguirem por ganhar um pequeno prêmio).
6
só copia, mas não lê

  • realizar as etapas 1, 2, e 3.
7
lê, mas não entende

  • contar e explicar uma piada;
  • desenhar, mostrar e explicar seu desenho;
  • o aluno contará a história de um livro sem palavras.
8
não se expressa bem oralmente

  • idem aos itens da etapa 7;
  • Hora da Conversa ou da novidade;
  • o aluno deve ler bastante (textos, imagens) para ter idéias;
  • procurar não reeprender o aluno quando ele responder errado, mas incentivá-lo a tentar novamente.
9
não consegue estruturar textos

  • ter contato e identificar diferentes tipos de textos.
10
não tem sequência lógica de ideias

  • ordenar sequências de acontecimentos (figuras) e escrever uma história;
  • o professor lerá um texto interrompendo-o várias vezes, solicitando que os alunos o completem;
  • produção de texto em grupo.
11
não se concentra

  • Hora do Jogo (dama, dominó, milhão, montagens, da velha, pega varetas...);
  • Ditado Relâmpago ( o professor mostra a figura ou palavra durante alguns segundos e em seguida o aluno escreve o que viu);
  • contar uma história fazendo o entendimento do texto. Contar a mesma história no dia seguinte modificando detalhes para que os alunos desenhem ou escrevam sobre as cenas mentirosas.
12
recusa-se a fazer as atividades

  • analisar  se as atividades programadas estão interessantes, coerentes, desafiadoras;
  • elogiar quando fizer as atividades;
  • conversar e se perceber algum problema aconselhar;
  • tentar convencer amigavelmente;
  • exercer autoridade;
  • ser um verdadeiro general algumas vezes;
  • persuadir;
  • em algumas situaçoes procurar ignorar para não realçar a atitude;
  • convocar os pais;
  • encaminhar à Orientação, Direção e ao Psicopedagogo para possíveis encaminhamentos (Psicólogo, Neurologista).
13
não reconhece os números; não associa o numeral à quantidade

  • Bingo;
  • Dominó;
  • Material Dourado;
  • Ábaco.
14
não faz a sequência numérica

  • Tabuleiro;
  • Bingo com falta de números;
  • pular corda com cantiga que tenham sequências. Ex.:( com quantos anos você vai se casar? Com 1, com 2, com 3,..., pares e ímpares, 5 em 5, etc.)
15
não abstrai operações matemáticas

  • Boliche (soma ou subtração);
  • Dominó;
  • brincar de feira, supermercado, comprar e vender.
16
tem medo de fazer, é inseguro

  • Ditado espontâneo ( o aluno escreve tantas palavras começadas com a letra...);
  • Ditado relâmpago;
  • elogiar e salientar os seus acertos.

Fonte não encontrada.

Nos encontre em

Diretório de Blogs 0859442f-81ec-4876-b2eb-427bd1bcdfe8
Tecnologia do Blogger.
 
CANTINHO DO BLOG © Copyright 2012.LAYOUTS E TEMPLATES GRÁTIS PARA BLOGS CLIQUE AQUI